Difícil quem nunca tenha ouvido falar do romance Grande Sertão: Veredas. Esse é considerado uma das mais significativas obras da literatura brasileira e está entre os livros a serem lidos durante o período escolar. Mas você sabe de fato onde fica o grande sertão mineiro que serviu como pano de fundo para Guimarães Rosa?

O sertão a que ele se refere fica nas regiões norte, noroeste e Vale do Jequitinhonha de Minas Gerais, além de parte dos estados da Bahia e Goiás.

O curioso é que, não necessariamente, toda ela se encaixa no conceito mais comum da palavra “sertão” – como lugar um tanto arcaico e de clima semiárido. Na verdade, são mais de 100 municípios e pequenos polos industriais que variam entre si, mais e menos desenvolvidos – entre eles, Montes Claros, Pirapora e Unaí. A economia da maioria das cidades depende da agricultura de irrigação.

O sertão mineiro também é popularmente conhecido como uma região ainda mais ampla: ao longo de todo o curso do Rio São Francisco, dentro do estado, e ainda de alguns de seus afluentes. Entre eles, estão o rio Verde Grande, rio Grande e Paraopeba e outros, envolvendo parte da região noroeste do estado.

(Na marcação acima, em vermelho, Itacarambi).

 

Como Jacaré virou Itacarambi

A gente já contou pro aqui detalhes sobre Itacarambi, a cidade onde nasceu a Roteiros do Velho Chico. Inclusive, falamos que ela se chamava Jacaré. Aconteceu mais ou menos assim: A origem do município está no antigo distrito de São João das Missões, no município de Januária. Foi extinto em 1836 e restaurado em 1864. 26 anos mais tarde, a sede do distrito foi transferida para a povoação de Jacaré. O povoado, em 1926, passou a se chamar Itacarambi. E só em 1962, a emancipação o elevou a município, de acordo com o IBGE.

Itacarambi era terra de Neco, personagem de Grande Sertão: Veredas, segundo relata esse trecho do livro: Demais falasse, tendo conhecido o Neco, se lembrava de quando Neco forçou Januária e Carinhanha, nas eras do ano de 79: tomou todos os portos -Jatobá, Malhada e Manga -fez como quis; e pôs séde de suas fortes armas no arraial do Jacaré, que era a terra dele”.

 

Que tal conhecer um pouco mais da região?

A RVC guia você por Itacarambi e pelo Parque Nacional Cavernas do Peruaçu – imperdível na região! Mas também, preparando mais alguns dias de roteiro, é possível conhecer o Parque Nacional Grande Sertão Veredas, cujo nome foi inspirado no livro e como forma de homenagem a João Guimarães Rosa.

Ele fica a pouco mais de 200km de distância de Itacarambi e é uma ótima pedida para quem, além de curtir a natureza, curte também uma viagem de imersão pela cultura brasileira. Isso é Brasil!

COMPARTILHE:

Deixe seu comentário